Aleatoriedade

large

Este é um texto daqueles que falam sobre mudanças. Que falam sobre heranças do passado. E sobre coisas que trazemos consigo mesmos para que tudo se torne o que é hoje. É um texto que fala sobre vontade de crescer e vontade de continuar pequeno para que nada se complique. Daqueles textos que dizem coisas que poucos entendem, mas que quem sabe como é, consegue sentir como ninguém.

Sentir.

Sentir é quando tudo faz sentido e nenhum sentido ao mesmo tempo. Os pensamentos voam de uma forma tão distante que parece que as coisas estão desabando mesmo estando tudo no lugar certo. Tudo onde realmente deveria estar. Viver é uma questão de escolha. Você sente porque quis sentir. Você ama porque quis amar. Você odeia porque algo no passado ou no presente te fez odiar.

Nada parece ter sentido agora.

Por que viver seria uma questão de escolha se vezenquando não escolhemos quando certas coisas ruins ou boas acontecem do nada?

Do nada.

Imagine o mar. Você mergulha no meio do oceano e não imagina o que pode encontrar lá. Você mergulha querendo coisas impressionantes, porém, pode ser atacada a qualquer momento. O que dizer então?

Acho agora podemos dizer que viver é uma questão de mar.

(A)mar.

E só.