Aquarela

large (1).jpg

As folhas caem juntamente com a chuva lá fora. O vento quer me levar. Eu não quero que ele me leve. Quero permanecer onde estou para não perder esse instante. Ainda não faço ideia como serão as coisas daqui pra frente, então eu prefiro permanecer aqui para que assim, eu não perca esses sorrisos constantes que a vida me deu de presente. Mesmo sendo louco, eu não queria que o tempo passasse. Eu fico parada. Mesmo sabendo que a vida vai me dar de presente muito mais sorrisos. Eu me sinto completa. Mas sei que ainda irei transbordar e quando olhar para o lado estarei de mãos dadas com alguém que irá me fazer mergulhar sem que eu me afogue.

Não irei mais me afogar. Por mais que eu não saiba nadar eu sei que não irei mais me afogar porque tenho alguém que me salve.

Eu olho pra cima e não espero mais a chuva de trovoadas me atingir sem sequer me mover. Eu olho pra cima e eu sorrio para a chuva. O vento ainda quer me levar. Mas eu não quero me mover. Eu não quero que isso termine. Eu não posso permitir que esses sorrisos acabem.

Ainda chove lá fora. Ainda chove faz algum tempo. E parece que não vai parar tão cedo. Estranho pensar que por mais que os dias estejam cinzas eu ainda sinta meu coração tão colorido como nunca esteve antes.

É engraçado pensar que meu coração ficou colorido porque alguém fez dele a sua aquarela.

Anúncios

Ventania

large.jpg

Viaje em seus mais doces sonhos e acredite que tudo é possível. Procure por aquilo que lhe dá paz, porque é de paz que todos nós precisamos. E se encontrar paz você não sentirá falta de mais nada.

Não pense que os sonhos estão distantes. Não pense que que a vida é feita de tempestades pois, às vezes as tempestades existem para nos mostrar que não podemos viver apenas com aquilo que alcançamos porque simplesmente aquele não é o nosso destino.

É preciso viver a realidade, para assim, alcançarmos os nossos sonhos.

A ventania serve para nos mostrar o caminho certo. As gotas da chuva servem para nos dar um banho de realidade no momento em que estamos cansados daquilo que não queremos viver. E os relâmpagos servem para nos fazer acordar.

Acordar mas ainda assim perceber que se está sonhando. Porque não há nada mais doce do que estar de olhos abertos e ter a sensação de que ainda não acordou.